sexta-feira, 29 de julho de 2011

O caso da Página 139

Arrancada de um dos livros de Ciro M. Costa



Quando o vento por vez acabou, uma folha de papel na sarjeta pousou. Tratava-se de uma página arrancada de um livro qualquer, sem se saber o motivo sequer. Se querem saber o que ali foi dito, basta ler o que foi abaixo escrito:

...então o guerreiro Joriel, com sua Espada Haryma, do guerreiro Tanton ficou acima. Estava prestes a vencer a batalha, Tanton finalmente ele mataria, mas esse último, o ato interromperia:
- Espere aí, Joriel! Dá um tempo aí, cara!
- Não, Tanton! Esperei muito tempo por esse momento!
- Peraí, benzinho! Olhe aquilo lá em cima!
- Não vejo nada, estou de costas pra lá!
- Pare aí!!! – então, de supetão, Joriel no ar Tanton jogou, e o mesmo foi pro chão.
- Droga! O que há?
- Lá! Está vendo?
- Não vem com essa! Está só adiando sua morte, Tanton!
- Tá, tá. Pode me matar, mas primeiro olha lá pra cima! Estou no chão, não posso fugir e nem te enganar, meu!
- Hum... está bem. Deixe-me ver... “quando o vento por sua vez acabou... página arrancada de um livro qualquer... basta ler o que foi abaixo...”. Ué, não vejo nada de mais!
- Leia de novo a parte da “página arrancada”!
- Hum... eu não sei o q... ESSA NÃO!!!
- Percebeu, né? Estamos fora da história, Joriel! Uma mera página arrancada! E agora, o que faremos?
- Ué!? E temos que fazer alguma coisa?
- É claro que sim, benzinho!!! Estamos no meio da história, assim que a página acabar, tudo se encerra!
- Bem, então vamos continuar de onde paramos. Eu te mato, e a história se conclui. Fim!
- Você só pode estar louco! Que eu me lembre, você é o vilão! Eu sou Tanton, o guerreiro imortal e herói! Não posso morrer!
- Certo. Primeiro, esse papo de “imortal” é uma besteira que você inventou. Segundo, nas histórias de hoje não existe mais essa de “o herói não pode morrer”. E, terceiro e último: como sabe se sou vilão e você é o herói, se não temos as páginas anteriores??
- Idiota! Eu sei disso, porque... porque o... o... o rei... o rei lá, como é que chama?
- Que rei?
- O rei lá, bobo! O nome dele... o... o coisinha lá, gente! Tá na ponta da língua...
- Que rei nada! Admita, Tanton, a única coisa que sabemos são nossos nomes, mesmo assim porque o narrador citou no início da página!
- Tá bom! Mas o que faremos agora? Já passamos da metade dela!
- É como disse: deixa eu te matar pra...
- Que matar o quêêê, chapinha!!! Sai dessa!!! Você tem problema, meu amigo!!! Vai se tratar, caaaara!!!
- Mas eu somente...
- Tenha santa paciência, Joriel! Vamos pensar aqui! O que faremos da vida depois que a página acabar?? Hein? Hã?
- E eu lá vou sab... espere! Já sei! Já sei! Vamos ficar aqui quietos, assim a história não se desenvolve.
- Boa idéia! Vamos ficar calados, assim não há mais linhas.
...
E por alguns segundos, mudos os guerreiros ficaram, enquanto no céu as estrelas brilharam.
- Ei!? – disse Joriel. – O que foi isso?
- Droga! É o narrador! Ele fala enquanto a gente fica quieto!!
- Nunca pensei que existisse narrador sacana.
- Sacana e fresco, pois quer narrar tudo rimado!
- Éééé... aí fica difícil! Só com essa frase dele e os “três pontinhos” lá em cima já foram mais de duas linhas! Aliás, pra quê serviram?
- Deve ser para dar uma idéia de pausa, ou sei lá! Isso não é importante agora! O final da folha já está quase chegando!
- Ai, Tanton! Estou ficando com medo!
- Ué, você não é o guerrerinho assassino??
- Não, não!! Eu não sei quem sou! Não sei o que fiz! Não sei o que vou fazer!! Quero sair daqui!!! Não quero mais ser personagem!!!
- É um pouco tarde pra isso, colega! Olha aí! Estamos no fim de uma história sem conclusão! Adeus, Joriel!
- Não! Não podemos acabar assim! Eu vou pegar minha espada e matar você!
- Agora é tarde. A página acabou.


SERÁ?? ESTEJA AQUI NA PRÓXIMA SEXTA-FEIRA!!!

4 comentários:

Anônimo disse...

É um texto bem 'ciro' esse mesmo.
Bom tê-lo de volta, camarada.
Forte abraço!

Cecilia Teixeira Oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rubens Salomão disse...

Aí está novamente Ciro M. Costa, como nos bons e velhos tempos.

Carlos Filho disse...

Bôua! Como sempre, tem partes que agente morridirri...